Comiss�o vai � ONU acusar Universal de intoler�ncia religiosa

27/06/2009 – 10h37
da Folha de S.Paulo, em Bras�lia

A Comiss�o de Combate � Intoler�ncia Religiosa entregou ontem ao presidente do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organiza��o das Na��es Unidas), Martin Uhomoibai, e � Secretaria de Promo��o da Igualdade Racial relat�rio que diz existir uma “ditadura religiosa” promovida pelos neopentecostais no Brasil.

O documento aponta a Igreja Universal do Reino de Deus como propagadora da intoler�ncia religiosa no pa�s, incitando a persegui��o, o desrespeito e a “demoniza��o”, especialmente da umbanda e do candombl�.

O documento relata 15 casos atendidos pela comiss�o que se transformaram em 34 a��es judiciais no Rio de Janeiro, al�m de tr�s v�timas que vivem amea�adas e outros 10 casos de intoler�ncia religiosa em outros quatro Estados.

H� ainda um cap�tulo que trata do conflito entre neopentecostais e imprensa, que cita reportagem da Folha sobre o imp�rio econ�mico constru�do pela Igreja Universal. “A Igreja Universal do Reino de Deus, copiada por outras independentes, vem tentando intimidar a imprensa livre. Centenas de a��es judiciais s�o movidas contra ve�culos de comunica��o e profissionais da �rea”, diz o relat�rio, referindo-se a mais de uma centena de a��es na Justi�a movidas por fi�is contra o jornal. At� agora, houve 74 senten�as, todas favor�veis � Folha. Em 13 casos, os ju�zes condenaram os autores por litig�ncia de m�-f� -quando se faz uso indevido da Justi�a.

A Folha telefonou para a assessoria jur�dica da Igreja Universal em S�o Paulo, que solicitou um e-mail com as perguntas. At� a conclus�o desta edi��o, n�o havia resposta.

A Comiss�o de Combate � Intoler�ncia Religiosa, formada por 18 institui��es, como a Federa��o Israelita do Rio e a Congrega��o Esp�rita Umbandista do Brasil, pediu para a ONU fazer o seu pr�prio diagn�stico sobre as den�ncias.

“N�o estamos perseguindo ningu�m, mas mostrando que a democracia corre risco. Estamos sendo demonizados em programas de r�dio e TV”, afirma Ivanir dos Santos, presidente da comiss�o.

Segundo Ronaldo de Almeida, antrop�logo da Unicamp, a Igreja Universal cresce combatendo outras religi�es. Autor do livro “A Igreja Universal e seus Dem�nios”, ele defende que a igreja fortalece seu discurso a partir da rela��o que estabelece entre religi�es afro e problemas financeiros ou na fam�lia. “Seu discurso fica mais forte se demonizar os outros. H�, de fato, uma intoler�ncia religiosa”, explica Almeida.

O uso da m�dia por grupos dentro da Igreja Universal � destacada por Ricardo Mariano, doutor em sociologia pela USP. Para Mariano, os ve�culos s�o utilizados para atacar outras religi�es. O soci�logo discorda, por�m, do vi�s racista apontado pelo relat�rio. Segundo o professor, a atitude adotada pela Igreja Universal � motivada por quest�es estritamente religiosas.

O subsecret�rio de Pol�ticas para Comunidades Tradicionais da Secretaria de Igualdade Racial, Alexandro Reis, diz que o Plano Nacional contra a Intoler�ncia Religiosa ser� apresentado em janeiro de 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: