O Evangelho dos Evang�licos – Ed Ren� Kivitz

· Uncategorized
Autores

“Nem todo aquele que me diz Senhor, Senhor, entrar� no Reino dos c�us, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que est� nos c�us.” (Jesus Cristo)

Estou convencido de que um � o evangelho dos evang�licos, outro � o evangelho do reino de Deus. Registro que uso o termo “evang�lico” para me referir � face hegem�nica da chamada igreja evang�lica, como se apresenta na m�dia radiof�nica e televisiva.

O evangelho dos evang�licos � estratificado. Tem a base e tem a c�pula. Precisamos falar com muito cuidado da base, o povo simples, fiel e cr�dulo. Mas precisamos igualmente discernir e denunciar a c�pula. A base � movida pela ingenuidade e singeleza da f�; a c�pula, muita vez � oportunista, mal intencionada, e age de m� f�. A base transita livremente entre o catolicismo, o protestantismo e as religi�es afro. A base vai � missa no domingo, faz cirurgia em centro esp�rita, leva a filha em benzedeira, e pede ora��o para a tia que � evang�lica. Assim � o povo cr�dulo e religioso. Uma das palavras chave desta estratifica��o � “clericalismo”: os do palco manipulando os da plat�ia, os auto-institu�dos guias espirituais tirando vantagem do povo simples, interesseiro, ignorante e cr�dulo.

A c�pula � pragm�tica, e aproveita esse imagin�rio religioso como fator de crescimento da pessoa jur�dica, e enriquecimento da pessoa f�sica. Outra palavra chave � “sincretismo”. A medir por sua c�pula, a igreja evang�lica virou uma mistura de macumba, protestantismo e catolicismo. Tem igreja que se diz evang�lica promovendo “marcha do sal”: voc� atravessa um tapete de sal grosso, sob a b�n��o dos pastores, e se livra de mal olhado, d�vida, e tudo que � tipo de doen�a. J� vi igreja que se diz evang�lica distribuir cajado com �gua do Jord�o (i.�, um canudo de bic com �gua de pia), para quem desejasse ungir o seu neg�cio, isto �, o seu business. Lembro de assistir a um programa de TV onde o apresentador prometia que Deus liberaria a un��o da casa pr�pria para quem se tornasse um mantenedor financeiro de sua igreja.

O povo religioso � supersticioso e cheio de crendices. Assim como o Brasil. Somos filhos de portugueses, �ndios, africanos, e muitos imigrantes de todo canto do planeta. Falar em esp�ritos na cultura brasileira � normal. Crescemos cheios de crendices: n�o se pode passar por baixo de escada; gato preto d� azar; caiu a colher, vem visita mulher, caiu garfo, vem visita homem; e outras tantas id�ias sem fundamento. Somos assim, o povo religioso � assim. Tem professor de universidade federal dando aula com cristal na m�o para se energizar enquanto fala de filosofia.

E a c�pula evang�lica aproveita a onda e pratica um estelionato religioso: oferece uma proposta ritual�stica que aprisiona, promove a culpa e, principalmente, ilude, porque promete o que n�o entrega. Ali�s, os jornais come�am a noticiar que os fi�is est�o reivindicando indeniza��es e processando igrejas por propaganda enganosa.

O evangelho dos evang�licos � estratificado. A base � movida pela ingenuidade e singeleza da f�, e a c�pula � oportunista. A base transita entre o catolicismo, o protestantismo e as religi�es-afro, e a c�pula � pragm�tica. A base � cheia de crendices e a c�pula pratica o estelionato religioso.

O evangelho dos evang�licos � mercantilista, de l�gica neoliberal. Nasce a partir dos pressupostos capitalistas, como, por exemplo, a supremacia do lucro, a tirania das rela��es custo-benef�cio, a �nfase no enriquecimento pessoal, a meritocracia – quem n�o tem compet�ncia n�o se estabelece. Palavra chave: prosperidade. Desenvolve-se no terreno do egocentrismo, disfar�ado no respeito �s liberdades individuais. Palavra chave: ego�smo. Promove a desconsidera��o de toda e qualquer autoridade reguladora dos investimentos privados, onde tudo o que interessa � o lucro e a prosperidade do empreendedor ou investidor. Palavra chave: individualismo. Expande-se a partir da mentalidade de mercado. Tanto dos l�deres quanto dos fi�is. Os l�deres entram com as t�cnicas de vendas, as franquias, as pir�mides, o planejamento de faturamento, comiss�es, marketing, tudo em favor da constru��o de imp�rios religiosos. Enquanto os fi�is entram com a busca de produtos e servi�os religiosos, estando dispostos inclusive a pagar financeiramente pela sua satisfa��o. Em s�ntese, a religi�o na vers�o evang�lica hegem�nica � um neg�cio.

O sujeito abre sua micro-empresa religiosa, navega no sincretismo popular, promete mundos e fundos, cria mecanismos de vincula��o e amarra��o simb�licas, utiliza leis da sociologia e da psicologia, e encontra um povo desesperado, que est� disposto a pagar caro pelo al�vio do seu sofrimento ou pela recompensa da sua gan�ncia.

Em terceiro lugar, o evangelho dos evang�licos � m�gico. Promove a infantiliza��o em detrimento da maturidade, a depend�ncia em detrimento da emancipa��o, e a acomoda��o em detrimento do trabalho.

Pra ser evang�lico voc� n�o precisa amadurecer, n�o precisa assumir responsabilidades, n�o precisa agir. N�o precisa agregar virtudes ao seu car�ter ou ao processo de sua vida. Primeiro porque Deus resolve. Segundo porque se Deus n�o resolver, o bispo ou o ap�stolo resolvem. Observe a express�o: “Estou liberando a un��o”. Pensando como isso pode funcionar, imaginei que seria algo como o ap�stolo ou bispo dizendo ao Esp�rito Santo: �N�o fa�a nada por enquanto, eles n�o contribu�ram ainda, e eu n�o vou liberar a un��o”.

Existe, por exemplo, a un��o da supera��o da crise dom�stica. Como isso pode acontecer? A pessoa passa trinta anos arrebentando com o seu casamento, e basta se colocar sob as m�os ungidas do ap�stolo, que libera a un��o, e o casamento se resolve. Quem n�o quer isso? M�gica pura.

O sujeito � mau-car�ter, incompetente para gerenciar o seu neg�cio, e n�o gosta de trabalhar. Mas basta ir ao culto, dar uma boa oferta financeira, e levar para casa um vidrinho de �leo de cozinha para ungir a empresa e resolver todos os problemas financeiros.

Essa postura de n�o assumir responsabilidades, de n�o agir com car�ter, e esperar que Deus resolva, ou que o ap�stolo ou bispo liberem a un��o tem mais a ver com pensamento m�gico do que com f�.

Em quarto lugar, o evangelho dos evang�licos tem esp�rito fundamentalista. Pe�o licen�a para citar Frei Beto: “O fundamentalismo interpreta e aplica literalmente os textos religiosos, n�o sabe que a linguagem simb�lica da B�blia, rica em met�foras, recorre a lendas e mitos para traduzir o ensinamento religioso.” O esp�rito fundamentalista � literalista, e o mais grave � que o esp�rito fundamentalista se julga o portador da verdade, n�o admite cr�ticas, considera��es ou contribui��es de outras correntes religiosas ou cient�ficas.

Quem tem o esp�rito fundamentalista n�o dialoga, pois considera infi�is, her�ticos, ou, na melhor das hip�teses, equivocados sinceros, todos os que n�o concordam com seus postulados, que n�o s�o do mesmo time, e n�o t�m a mesma etiqueta. Quem tem o esp�rito fundamentalista se considera paradigma universal. Dialoga por gentileza, n�o por interesse em aprender. Ouve para munir-se de mais argumentos contra o interlocutor. Finge-se de tolerante para refor�ar sua convic��o de que o outro merece ser queimado nas fogueiras da inquisi��o. Est� convencido de que s� sua verdade h� de prevalecer.

Mais uma vez Frei Beto: “o fundamentalista desconhece que o amor consiste em n�o fazer da diferen�a, diverg�ncia”. Por causa do esp�rito fundamentalista, o evangelho dos evang�licos � sect�rio, intolerante, altamente desconectado da realidade. O evangelho dos que t�m o esp�rito do fundamentalismo � dogm�tico, herm�tico, fechado a influ�ncias, e, portanto, � burro e incoerente.

Em quinto lugar, o evangelho dos evang�licos � um simulacro. Simulacro � a fotografia mais bonita que o sandu�che. N�o me iludo, o evangelho dos evang�licos � mais bonito na televis�o do que na vida. As promessas dos l�deres espirituais s�o mais garantidas pela sua prepot�ncia do que pela sua f�. Temos muitos profetas na igreja evang�lica, mas acredito que tenhamos muito mais falsos-profetas. Os testemunhos dos aben�oados s�o mais espetaculares do que a realidade dos crist�os comuns. De vez em quando (isso faz parte da dimens�o masoquista da minha personalidade) fico assistindo estes programas, e penso que � jogada de marketing, testemunho falso. Mas o fato � que podem ser testemunhos por amostragem. Isto �, entre os muitos que faliram, h� sempre dois ou tr�s que deram certo. O testemunho � vendido como regra, mas na verdade � apenas exce��o.

A apar�ncia de integridade dos l�deres espirituais � mais convincente na TV e no r�dio do que na realidade de suas negociatas. A igreja evang�lica esta envolvida nos boatos com tr�ficos de armas, lavagem de dinheiro, acordos pol�ticos, vendas de igrejas e rebanhos, imoralidade sexual, falsifica��o de testemunho, inadimpl�ncia, calotes, corrup��o, venda de votos.

A integridade do palco � mais atraente do que a integridade na vida. A f� expressa no palco, e nas celebra��es coletivas � mais triunfante, do que a f� vivida no dia a dia. Os ideais �ticos, e os princ�pios de vida s�o mais vivos nos nossos guias de estudos b�blicos e serm�es do que nas experi�ncias cotidianas dos nossos fi�is. Os gabinetes pastorais que o digam: no ambiente reservado do aconselhamento espiritual a verdade mostra sua cara.

Estratificado, m�gico, mercantilista, fundamentalista, e simulacro. Eis o evangelho dos “evang�licos”.

Fonte: Ed Ren� Kivitz

Ed Ren� Kivitz � te�logo, escritor e palestrante, mestrando em Ci�ncias da Religi�o pela Universidade Metodista de S�o Paulo. � fundador e diretor da Galilea – Consultoria e Treinamento. � pastor da Igreja Batista de �gua Branca, em S�o Paulo (SP), e autor dos livros Vivendo com prop�sitos e Outra espiritualidade, ambos pela editora Mundo Crist�o.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Forró de plástico
  2. Forró
  3. O Forró e o Plástico
  4. Um papo sobre forrós de plástico, cultura e pseudo-intelectuais
  5. Forró de Plástico. Lixo Made in Nordeste
  6. João Gonçalves
  7. Biliu de Campina
  8. Marinês
  9. The Beatles
  10. Luiz Gonzaga
  11. O Maior São João do Mundo
  12. Jabá
  13. 100 Maiores Músicas Brasileiras
  14. Direitos humanos
  15. Declaração Universal dos Direitos Humanos
  16. John Lennon
  17. Cultura de paz
  18. Aung San Suu Kyi
  19. Chico Xavier
  20. Harvey Milk
  21. Mahatma Gandhi
  22. Zilda Arns
  23. Madre Teresa de Calcutá
  24. Chico Mendes
  25. Nelson Mandela
  26. Margarida Maria Alves
  27. Dorothy Stang
  28. Dalai Lama
  29. The U.S. vs. John Lennon
  30. Paz
  31. Nobel da Paz
  32. A música dos valores perdidos – “TEM RAPARIGA AÍ?”
  33. Portal: Campina Grande
  34. Campina Grande
  35. O Maior São João do Mundo
  36. Carnaval
  37. 20° Encontro da Nova Consciência – PROGRAMAÇÃO COMPLETA 2011
  38. Saravá, Dom Pelé! – 19° Encontro da Nova Consciência
  39. Sala de imprensa – 20° Encontro da Nova Consciência (2011)
  40. Como Chegar ao Encontro da Nova Consciência – MAPA DA CIDADE
  41. Festival de Inverno de Campina Grande
  42. SESC Paraíba
  43. Encontro da Nova Consciência – Exemplo Maior de Amor, Tolerância, Fraternidade, Sabedoria e Democracia
  44. Museu de Luiz Gonzaga
  45. Teatro Municipal Severino Cabral
  46. A Nova Era e a Nova Ordem Mundial – no Fantástico!
  47. Encontro Para a Nova Consciência – Exemplo Maior de Amor, Tolerância, Fraternidade, Sabedoria e Democracia
  48. História de Campina Grande
  49. O Encontro da Consciência Cristã é mesmo exemplo de uma Consciência Cristã?
  50. Evangélicos em Crise: Escândalos na igreja institucional
  51. Estado laico – por Leonardo Boff
  52. Mentes Brilhantes em busca da Nova Consciência
  53. Qual é a idéia mais perigosa na religião?
  54. “Cuidado com os burros motivados” – Roberto Shinyashiki
  55. Pela Paz no Tibet
  56. O Evangelho Segundo São Dawkins
  57. PARE DE USAR SACOS PLÁSTICOS! Salve a Natureza!
  58. A Ciência e a Fé
  59. Cartografia da saudade
  60. Ciência, fé e credulidade excessiva
  61. Nehemias Marien – Carta de Eglé Marien (vídeo)
  62. O semeador de Idéias – Fritjof Capra
  63. CAMPINA GRANDE NÃO PODE SER UMA NOVA SALEM
  64. ESCOLHENDO O FUTURO (Edmundo Gaudêncio)
  65. Encontro para a Nova Consciência: A Grande Celebração Brasileira da Diversidade!
  66. A verdadeira jihad – E o XV Encontro da Nova Consciência
  67. O que é holístico?
  68. O Cristianismo e a Nova Consciência
  69. CONTATOS e COMO ACHAR O EVENTO
  70. PATROCINE o Encontro da Nova Consciência
  71. Canal de Vídeos – Encontro da Nova Consciência
  72. NOVA CONSCIÊNCIA – CURSOS, VIVÊNCIAS e OFICINAS (2011)
  73. O que é o Encontro da Nova Consciência?
  74. ABUSOS de alguns líderes EVANGÉLICOS – Revista Época
  75. A Lua, O Papa, O Diabo e uma Nova Consciência
  76. Ser Gay é UM DIREITO e não uma opção! – Seja a favor do PLC 122/2006
  77. Lavagem Cerebral – Saiba como funciona e mantenha-se à salvo
  78. Criacionismo X Charles Darwin (Evolução) – Crer é igual a ver?
  79. “EU SOU O CAMINHO, A VERDADE, A VIDA” – Uma análise das representações sociais que os evangélicos fazem sobre os adeptos da Nova Era.
  80. Freedom From Religion Foundation – pela separação entre a Igreja e o Estado
  81. Anticalvinismo brasileiro: A expansão negativa da Teologia da Prosperidade
  82. O Conflito da Paz: A disputa de Saberes e Poderes no Encontro da Nova Consciencia
  83. DEMONIZAÇÃO E INTOLERÂNCIA RELIGIOSA
  84. Manifesto de uma nova consciência (Blog Consciência Eferverscente)
  85. Severn Suzuki – Eco 92. O discurso que calou o mundo (vídeo)
  86. Dois pensamentos que não creem na existência de Deus
  87. Processos de Reciclagem de plásticos – Reciclar é viver!
  88. John Lennon e a Cultura de Paz
  89. Quanto custa salvar a natureza ? (Revista Planeta)
  90. Fundamentalismo Cristão
  91. Breve diálogo entre o teólogo brasileiro Leonardo Boff e Dalai Lama
  92. O Cristianismo e a Nova Consciência – Marcelo Barros
  93. As Falácias da Reversão Sexual – HOMOFOBIA
  94. A Biblioteca de Alexandria – Carl Sagan
  95. A EDUCAÇÃO HOLÍSTICA PARA A PAZ – Pierre Weil
  96. Serenões: Consciências Superevoluídas
  97. Revista Almanaque Brasil valoriza o Encontro da Nova Consciência
  98. Homofobia – Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; abominação é. (Levítico 18.22)
  99. Nova Iorque recordou John Lennon juntando centenas de pessoas no Central Park
  100. Polêmica – “Não acreditar em Deus é um atalho para a felicidade”
  101. A Terra em Miniatura (The Miniature Earth)
  102. Frei Beto: A Bíblia e os gays – Líder católico defende PLC 122
  103. Professora Amanda Gurgel silencia secretária da Educação e deputados
  104. Brasil sobe nove posições e ultrapassa EUA em ranking global da paz
  105. Pelo fim dos preconceitos no Brasil – Carlos Ayres Britto
  106. Mentes Brilhantes em busca da Nova Consciência
  107. A importância do Estado Laico na garantia dos direitos fundamentais de minorias
  108. Encontro para a Nova Consciência: A Grande Celebração Brasileira da Diversidade!
  109. Lista dos Ilustres Palestrantes da Paz – Nova Consciência
  110. A verdadeira jihad – E o XV Encontro da Nova Consciência
  111. Salve o bloco da nova conciência – Fogo Intolerante
  112. ENTREVISTA COM NEHEMIAS MARIEN: O PASTOR QUE ACEITA O ESPIRITISMO
  113. Encontro da Nova Consciência
%d blogueiros gostam disto: