Serenões: Consciências Superevoluídas

http://www.metaconsciencia.com

Serenões: Consciências Superevoluídas

CLIQUE PARA BAIXAR O ARTIGO COMPLETO

Cesar de Souza Machado – Brasília-DF, 15 de outubro de 2003 Revisões: 24.07.2004; 03.02.2008

Com base em uma revisão bibliográfica, em entrevistas realizadas com vários projetores conscientes e ainda na própria experimentação do autor, são abordados nesse artigo diversos aspectos das consciências que se encontram no ápice da evolução intrafísica na Terra – os Serenões. Procura-se evidenciar alguns aspectos pouco divulgados sobre essas consciências assim como levantar alguns questionamentos sobre pontos ainda obscuros de suas existências.

A literatura espiritualista está repleta de referências a seres muito evoluídos denominados, conforme o caso, de Bodhisattvas,Avatares,Mestres Ascensionados, Espíritosde Luz,EspíritosPlanetários,Arcanjos,Elohins, etc.

O Serenão é uma consciência que se encontra no ápice da nossa atual etapa evolutiva e representa o grau máximo de evolução que podemos atingir na dimensão intrafísica nesse planeta. Por conseguinte, o Serenão encontra-se em suas últimas, ou em sua última encarnação. Ao final dessa última vida intrafísica ele passa a condição de consciência livre, onde inicia um novo ciclo evolutivo (VIEIRA, 1994).

A partir de um encontro extrafísico com uma dessas consciências muito evoluídas em 1967, o médico e paranormal Waldo Vieira dedicou-se a perquirir tanto no intrafísico, quanto no extrafísico, tudo o que dissesse respeito à origem, natureza, objetivos, atividades e capacidades dessas consciências, denominadas extrafisicamente por Serenões. Construiu assim, ao longo do tempo, uma Teoria dos Serenões, apresentada em detalhes em sua obra 700 Experimentos da Conscienciologia, publicado em 1994.

O Serenão é definido por esse autor como “uma consciência altamente evoluída, um verdadeiro epicentro de energias conscienciais de alta potência que opera de forma serena, destituído das emoções a que estamos habituados”. Ainda segundo o autor, o Serenão também aparenta ter grande tranqüilidade, equilíbrio, maturidade, discernimento, cosmoética, completo controle biológico da fisiologia do corpo, inclusive das funções vegetativas, do cerebelo, do sistema nervoso autônomo e do próprio metabolismo, empregando inclusive 100% da capacidade cerebral na forma de múltiplas inteligências (VIEIRA, 1994).

Até onde se sabe, não existem Serenões descritos pela história. Personalidades formidáveis em todos os sentidos, tais como Gualtama (Buda), Confúcio, Jesus, Maomé, Francisco de Assis, Kardec, Ghandi, dentre muitos outros nas épocas em que se viveram encarnados na Terra, não eram, portanto, Serenões.

http://www.specon.hpg.com.br 1

http://www.metaconsciencia.com

O Serenão seria um gigante insuspeito, pois nunca deixa transparecer as imensas capacidades que possui. O completo anonimato é uma de suas principais características (VIERA, 1994).

Origem

Os Serenões tem sua origem a partir do processo natural de evolução da consciência na medida em que essas vão se libertando das amarras que as prendem à teia cármica de reencarnações forçadas, surgidas em virtude da lei da causa e efeito (carma). As consciências vão ganhando cada vez mais lucidez e capacidade de discernimento, passando a planejar existências produtivas onde passam a trabalhar não somente os diversos aspectos de sua evolução, como também a colaborar mais decisivamente para o progresso da coletividade intra e extrafísica.

Dessa forma, ao longo de várias existências, na medida em que a consciência vai evoluindo ela vai esgotando as possibilidades de aprendizado na dimensão intrafísica, uma vez que, a cada vida, ela recupera mais rapidamente suas habilidades e poucas coisas passam a constituir desafios para suas imensas capacidades. Assim, a consciência chega a um ponto em que se torna um Serenão e, dando prosseguimento a esse processo, ao esgotar completamente as possibilidades de aprendizado na dimensão intrafísica, ela não mais tem necessidade de reencarnar, passando a condição de consciência livre.

Para o autor da Teoria dos Serenões, o Serenão constitui a próxima etapa de evolução do ser humano, razão pela qual ele os denomina por Homo sapiens serenissimus (VIEIRA, 1994).

Posteriormente à publicação dos 700 Experimentos da Conscienciologia, o autor da Teoria dos Serenões propôs o termo serenologia para designar o estudo dos Serenões e das suas características (VIEIRA, 1998).

Justificativas

Apresentada oficialmente por Vieira, em 1970, a hipótese da existência dos Serenões fundamenta-se em dois argumentos (18) (32):

(1) Se abaixo de nós, seres humanos, há uma série de animais subumanos, sem autoconsciência, instintivos, de menor patamar evolutivo, com os quais convivemos há milhões de anos, porque não haveria outras consciências de nível mais avançado?

(2) Se existem supercriminosos que atuam anônimos, planejando e agindo para promover o mal a outros seres, por quais motivos não pode haver seres humanos superdotados do ponto de vista assistencial, atuando de forma anônima, ajudando milhares de pessoas por meio de seu amplo domínio bioenergético fraterno?

http://www.specon.hpg.com.br 2

http://www.metaconsciencia.com

Como Surgiram o termo Serenões e suas Designações

Em um artigo publicado no Jornal Espírita(29) Vieira afirma que “o termo serenão pode ser julgado por alguns puristas da linguagem, como sendo esquipático, ou popularesco. Contudo, colhi a expressão nova, em 1967, em ambientes extrafísicos evoluídos, ligados à Capital de São Paulo, sendo aí empregada de maneira fluente, despreconceituadamente, de modo adequado e prático. Não vejo porque não usá-la à vista de não existir outra melhor.”

E, mais adiante, o autor completa: “Esta linguagem popular tão combatida e recebida com tantas reservas, às vezes cunha expressões mais exatas e as melhormente ajustadas à realidade circundante. Não raro, até uma expressão giriesca ganha status de vocábulo corrente e, nesse caso, vem evidenciar que isso pode ocorrer mesmo no plano extrafísico. Por outro lado, o nome comum, populista, serenão é positivo na medida em que serve para prevenir os incautos contra as doenças, largamente disseminadas, da espiritologia e da gurulatria.”

Com relação as suas designações específicas, elas foram criadas pelos projetores que os encontraram. Seria o caso de Rosa-dos-Ventos, uma Serenona intrafísica que reside no Rio Grande do Norte, próxima a Natal e Australino, um Serenão argentino. No caso desses dois Serenões, suas denominações foram aparentemente escolhidas em função da localização geográfica em que residem intrafísicamente.

Em outros casos, contudo, são os próprios Serenões que escolhem o nome pelo qual desejam ser conhecidos. Seria o caso, por exemplo, de Ki-Lin, um Serenão chinês.

O Modelo Evolutivo Conscienciológico

Em sua obra 700 Experimentos da Conscienciologia, Vieira introduziu um modelo para classificar as consciências intrafísicas em quatro tipos distintos, conforme seu nível relativo de evolução:

(1) Pré-serenão: Consciência que ainda está trilhando as etapas iniciais da evolução. Teria, hipoteticamente, 25% de serenismo, ou seja, 25% das capacidades de um Serenão. A maior parte da população da Terra se encontra nesse nível.

(2) Desperto: Consciência que não mais estaria sujeita aos assédios (obsessões, encostos) interconscienciais e que teria um grande domínio das suas energias. Teria, hipoteticamente, 50% de serenismo, ou seja, 50% das capacidades de um Serenão.

(3) Orientador Evolutivo: Consciência responsável pela coordenação de um grupocarma formado por milhares de consciências intra e extrafísicas, orientando-as e acompanhando-as no desempenho de suas programações existenciais. Teria, hipoteticamente, 75% de serenismo, ou seja, 75% das capacidades de um Serenão.

(4) Serenão: Consciência que atingiu ou que está por atingir o máximo nível evolutivo na Terra.

http://www.specon.hpg.com.br 3

http://www.metaconsciencia.com

Soma

Pré-serenão

Desperto

PiscossomaMentalsoma

Consciência

Serenão

Orientador Evolutivo

Fig.1 – A escala evolutiva proposta por Vieira

Nesse modelo, em termos práticos, pode-se dividir todas as consciências terrestres em apenas dois níveis: os Serenões (uma pequena minoria) e os pré-Serenões, a grande maioria da população (LLOYD, 2000).

O modelo evolutivo estabelecido por Vieira (1994) também propõe a existência de quatro corpos ou veículos de manifestação da consciência distintos:

Soma: O corpo físico, material; Holochacra: O corpo energético, energossoma ou duplo-etérico; Psicossoma: O corpo astral ou corpo das emoções e Mentalssoma: O corpo mental, sem forma definida.

Na figura apresentada a seguir, são mostrados a consciência e seus três principais corpos. O energossoma (holochacra ou duplo etérico) não é mostrado nesse esquema por não determinar tantos aspectos da personalidade quanto os demais corpos e por não ser um veículo portador da consciência. Em outras palavras, não é possível uma consciência se manifestar empregando apenas o energossoma.

Fig. 2 – A consciência e seus três corpos mais importantes

http://www.specon.hpg.com.br 4

http://www.metaconsciencia.com

Vieira admite a existência de três mortes, dessomas ou desativações de corpos. A primeira morte seria a desativação do soma (corpo físico), o desencarne. A segunda morte seria a dissolução das energias do duplo etérico ou energossoma, ocorrida após a morte do corpo físico. Por fim a terceira morte seria a desativação do psicossoma levando a condição de consciência livre.

Ao término de sua última existência intrafísica, o Serenão promoveria, por si só, a auto-desativação de seus três corpos mais densos – o soma, o duplo etérico e o psicossoma. Essa tríplice desativação, denominada tritanatose levaria o Serenão à condição de consciência livre. Nessa condição, ele jamais voltaria a reencarnar e iniciaria um novo ciclo de sua evolução (VIEIRA, 1994).

A partir daí, pode-se apenas especular o que viria a fazer e vivenciar a consciência pois, ela passa a existir em uma realidade que transcende a nossa atual capacidade de entendimento.

Com relação a tritanatose, deve-se observar que não existem evidências que o Serenão tenha que fazer essa desativação simultânea dos três corpos, muito menos que a mesma seja possível de uma só vez.

Características dos Serenões

Os Serenões apresentam 8 características fundamentais e interdependentes, descritas a seguir (VIEIRA, 1994).

(a) Evolutividade: O Serenão é muito mais evoluído do que a média da população terrestre. Estando em suas últimas encarnações, encontra-se próximo da condição de consciência livre – aquela que não mais reencarna.

(b) Serenismo: O Serenão demonstra ser completamente tranqüilo e inabalável sob quaisquer circunstâncias. É essa condição que lhe dá o nome.

(c) Multidimensionalidade: O Serenão atua como um peão ou ponte multidimensional, canalizando enormes quantidades de energias da dimensão intrafísica para a dimensão extrafísica e vice-versa.

(d) Bioenergética: O Serenão atua como uma verdadeira usina de força bioenergética empregada em prol da assistência de outras consciências. Suas energias apresentam um grau de pureza tal que se assemelham muito às energias imanentes, existentes na natureza.

(e) Catálise: O Serenão atua como um catalisador evolutivo, criando, direta ou indiretamente, oportunidades para a evolução das consciências intra e extrafísicas ao seu redor.

(f) Sustentabilidade: O Serenão sustenta com suas próprias energias um certo número de consciências intra e extrafísicas, harmonizando os processos energéticos dessas consciências.

http://www.specon.hpg.com.br 5

http://www.metaconsciencia.com

(g) Assistencialidade: Sendo altruísta e fraterno, o Serenão assiste outras consciências extrafisicamente de forma oculta, sem imposições e com total respeito consciencial (cosmoética).

(h) Anonimato: O Serenão ainda não foi formalmente identificado intrafisicamente, mas apenas extrafisicamente. Com grande habilidade, o Serenão passa despercebido pela humanidade, mantendo-se ignorado pela história e pelas consciências que assiste.

Objetivos e Atividades dos Serenões

O Serenões dedicam-se em geral a praticar a mais pura fraternidade priorizando ajudar o maior número possível de consciências. O interesse deles, em geral, é continental, atuando em áreas geograficamente bem localizadas mas movimentando as energias de forma multidimensional o tempo todo (VIEIRA, 1994).

Os Serenões mais conhecidos, como Reurbanizador, por exemplo, e Australino parecem concentrar suas energias em processos de abertura e integração, atuando o primeiro na Europa e o segundo na América do Sul (VIEIRA, 1994).

Com base nas descrições das atividades dos Serenões, descritas por vários projetores (VIEIRA, 1989, CÔRTE, I.; ROYER, 1998 e VASCONCELOS, 2000), podemos classificar os objetivos dos Serenões em três tipos distintos:

(a) Objetivos Policármicos: Prestar assistência da forma mais ampla e irrestrita a toda humanidade intra e extrafísica.

(b) Objetivos Grupocármicos: Assistir grupos específicos de consciências em conformidade com os objetivos e metas da programação existencial estabelecida pelo Serenão antes de reencarnar. Esses grupos podem se localizar tanto na área de atuação geográfica do Serenão como não, assim como podem ser intrafísicos ou extrafísicos.

(c) Objetivos Pessoais: Teriam os serenões objetivos estritamente pessoais? Por exemplo, o interesse em ajudar certas consciências as quais são ligados por laços evolutivos milenares? Esse é um tema interessante a ser pesquisado e esclarecido.

Área Geográfica de Atuação

Ficariam os Serenões restritos a atuarem em uma dada localização geográfica? Essa é uma questão interessante. Segundo se acredita alguns Serenões, mas não todos, estariam profundamente ligados à região geográfica em que residem, intrafisicamente. Pode-se supor que passam ali todo o período de suas vidas, ausentando-se raramente da região que sustentam.

Por outro lado, haveria Serenões que não estariam “ancorados” a uma região específica, podendo residir por algum tempo numa região ou país e deslocar-se para outras regiões ou países conforme sua programação.

http://www.specon.hpg.com.br 6

http://www.metaconsciencia.com

Enfim, esta é uma questão que, como muitas outras, precisa ser mais investigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: