Salve o bloco da nova conciência – Fogo Intolerante

Citation
, XML
Autores
HOME: REVISTA: Matérias Junho/2007

FONTE: http://www.terra.com.br/revistaplaneta/edicoes/417/artigo52629-2.htm

EVENTO
Salve o bloco da nova conciência
Campina Grande (PB) abrigou mais uma vez, nos dias de Carnaval, um dos maiores eventos para a ciência, a cultura, as artes, as tradições religiosas e tudo que diz respeito ao patrimônio cultural imaterial: o Encontro da Nova Consciência. PLANETA convidou o escritor e roteirista Ricardo Kelmer, participante habitual dos encontros, para fazer seus comentários a respeito.

Por Ricardo Kelmer
Fotos: César de Cesário

Fogo intolerante
Nesses 16 anos de Encontro da Nova Consciência, o evento cresceu tanto que hoje incorpora mais de 50 eventos paralelos, entre encontros, seminários, vivências, oficinas, espetáculos artísticos, mostras, feiras e passeios.

Milhares de pessoas saem de suas casas, boa parte vinda de outras cidades, para se unirem sob o lema da paz e da harmonia. Apesar das imensas dificuldades de se realizar um evento desse porte num dos mais pobres Estados do País, e tendo sempre que se equilibrar entre os conflitos políticos e eleitoreiros da região, o encontro prossegue. Não é fácil chamar a atenção para questões como paz, educação e ecologia em pleno reinado de Momo, mas a Nova Consciência não desiste e todo ano bota seu bloco na rua.

…Ritual xamânico
Chandra Mukha Swami (com o microfone) durante a caminhada. Abaixo: dois momentos de uma cerimônia xamânica.

Surgiu nos últimos anos, porém, uma nova dificuldade, que surpreende por bater-se radicalmente contra a pacífica proposta do evento: o fanatismo religioso. Desde o início grupos que se dizem evangélicos organizados discordaram do caráter macroecumênico e multicultural do evento e não suportaram a idéia de Campina Grande organizar um encontro para unir cristãos, muçulmanos, judeus, umbandistas, hare krishnas, índios, bruxas e ciganos, além de roqueiros, jogadores de RPG, dançarinas do ventre, líderes comunitários, prostitutas e homossexuais. Todos sempre são convidados a participar, mas para esses “evangélicos” tudo isso é diferença demais para ser tolerada e infelizmente eles nunca aceitaram se integrar.

Com o tempo, essa oposição se acirrou, apesar de líderes evangélicos terem criado seu próprio evento, que hoje acontece em paralelo ao da Nova Consciência, ocupando outros espaços da cidade. Mas a estratégia missionária dessas facções radicais não parou aí: além de realizar palestras onde insistem que as outras religiões são “obra do demônio”, seus integrantes fazem manifestações de repúdio ao Encontro da Nova Consciência, ocupam espaços não permitidos e xingam as pessoas na rua.

Inquisição. Foi disso que lembrei este ano quando um grupo vestido de preto acendeu tochas à entrada do teatro onde o Nova Consciência se realiza e distribuiu panfletos, impedindo as pessoas de entrar e gritando sobre uma tal guerra entre o bem e o mal. Enquanto isso, lá dentro do teatro, duas bruxas wiccas falavam de amor à humanidade e respeito à natureza. Pela primeira vez, em 16 anos, foi preciso chamar a polícia, e o caso agora está na Justiça, pois configura desrespeito ao livre exercício da religiosidade, o que é garantido pela Constituição brasileira. Evidentemente não podemos cair no erro da generalização. A intolerância ocorre em todas as religiões e mesmo entre os evangélicos há pessoas que lutam pelo diálogo inter-religioso, como o pastor presbiteriano Nehemias Marien, falecido em 2006, que participou do evento desde a sua criação. Mesmo criticado por alguns de seus irmãos de religião, Nehemias perseverou e hoje sua vida é um exemplo para todos os que lutam pela paz e união entre os diferentes.

Esses fatos de Campina Grande são o microcosmo de uma macrossituação que se repete todos os dias no mundo inteiro e nos assombra: o fanatismo religioso. Mesmo com todas as sangrentas lições que a história já nos ensinou, o fanatismo está bem vivo. Em vez de buscar o que temos em comum, o extremista religioso se apega às diferenças. Em vez de reconhecer e lidar com o mal dentro de si mesmo, o fanático projeta-o inconscientemente no outro, na outra religião, na outra cultura, na outra torcida, e assim a arquetípica guerra entre o bem e o mal é travada sempre no exterior, enquanto nos recônditos da alma o mal é alimentado pela própria negação de sua existência interior.

Não sei quantas cenas lamentáveis o fanatismo religioso ainda nos trará. Mas, como um animal que pressente a própria morte, ele agora se debate com as últimas forças que lhe restam. Sim, pois está condenado. Por ele mesmo. Em sua visão estreita, o fanático não entende que a espécie humana só sobreviveu até hoje porque soube misturar-se e fazer da diversidade uma força evolutiva. O fanático é, por essência, unilateral, e entende um só caminho, o seu; e só admite uma única forma de vivenciar a realidade, a sua. Sem aceitar a natureza múltipla da realidade, o fanatismo não aceita a própria realidade e luta contra ela. Por isso está condenado.

Contra algo que crê firmemente em ilusões como superioridade racial e religiosa, os argumentos de nada adiantam. A luta então deve ser travada dentro da lei, garantindo legalmente o exercício das crenças e punindo o desrespeito à liberdade. Devemos também incentivar as pessoas a conhecer o mundo e, assim, a perder o medo do diferente. Devemos incentivá-las a expandir seus horizontes e, para isso, dispomos da facilidade das comunicações, dos transportes rápidos, da Internet. Sim, a globalização traz coisas ruins, mas também traz a vantagem de nos pôr em contato uns com os outros como jamais ocorreu antes.

Imagino que valores como cidadania planetária, liberdades individuais e respeito às diferenças podem soar ingênuos num mundo em que os fanatismos parecem ser invencíveis. Mas toda revolução, no início, é uma utopia.

Apesar do fanatismo, os valores de uma nova consciência se espalham mundo afora, feito um bloco que arrasta a multidão pela avenida. A Terra é meu país e a humanidade minha família – este é o lema que brilha em seu estandarte revolucionário. É por isso que todos os anos vou a Campina Grande renovar minha esperança, vestir a camisa desse bloco. Talvez você, mesmo sem jamais ter ido lá, também faça parte dele.

Ricardo Kelmer (www.ricardokelmer.net) é escritor e roteirista e mora em São Paulo.

  1. Forró de plástico
  2. Forró
  3. O Forró e o Plástico
  4. Um papo sobre forrós de plástico, cultura e pseudo-intelectuais
  5. Forró de Plástico. Lixo Made in Nordeste
  6. João Gonçalves
  7. Biliu de Campina
  8. Marinês
  9. The Beatles
  10. Luiz Gonzaga
  11. O Maior São João do Mundo
  12. Jabá
  13. 100 Maiores Músicas Brasileiras
  14. Direitos humanos
  15. Declaração Universal dos Direitos Humanos
  16. John Lennon
  17. Cultura de paz
  18. Aung San Suu Kyi
  19. Chico Xavier
  20. Harvey Milk
  21. Mahatma Gandhi
  22. Zilda Arns
  23. Madre Teresa de Calcutá
  24. Chico Mendes
  25. Nelson Mandela
  26. Margarida Maria Alves
  27. Dorothy Stang
  28. Dalai Lama
  29. The U.S. vs. John Lennon
  30. Paz
  31. Nobel da Paz
  32. A música dos valores perdidos – “TEM RAPARIGA AÍ?”
  33. Portal: Campina Grande
  34. Campina Grande
  35. O Maior São João do Mundo
  36. Carnaval
  37. 20° Encontro da Nova Consciência – PROGRAMAÇÃO COMPLETA 2011
  38. Saravá, Dom Pelé! – 19° Encontro da Nova Consciência
  39. Sala de imprensa – 20° Encontro da Nova Consciência (2011)
  40. Como Chegar ao Encontro da Nova Consciência – MAPA DA CIDADE
  41. Festival de Inverno de Campina Grande
  42. SESC Paraíba
  43. Encontro da Nova Consciência – Exemplo Maior de Amor, Tolerância, Fraternidade, Sabedoria e Democracia
  44. Museu de Luiz Gonzaga
  45. Teatro Municipal Severino Cabral
  46. A Nova Era e a Nova Ordem Mundial – no Fantástico!
  47. Encontro Para a Nova Consciência – Exemplo Maior de Amor, Tolerância, Fraternidade, Sabedoria e Democracia
  48. História de Campina Grande
  49. O Encontro da Consciência Cristã é mesmo exemplo de uma Consciência Cristã?
  50. Evangélicos em Crise: Escândalos na igreja institucional
  51. Estado laico – por Leonardo Boff
  52. Mentes Brilhantes em busca da Nova Consciência
  53. Qual é a idéia mais perigosa na religião?
  54. “Cuidado com os burros motivados” – Roberto Shinyashiki
  55. Pela Paz no Tibet
  56. O Evangelho Segundo São Dawkins
  57. PARE DE USAR SACOS PLÁSTICOS! Salve a Natureza!
  58. A Ciência e a Fé
  59. Cartografia da saudade
  60. Ciência, fé e credulidade excessiva
  61. Nehemias Marien – Carta de Eglé Marien (vídeo)
  62. O semeador de Idéias – Fritjof Capra
  63. CAMPINA GRANDE NÃO PODE SER UMA NOVA SALEM
  64. ESCOLHENDO O FUTURO (Edmundo Gaudêncio)
  65. Encontro para a Nova Consciência: A Grande Celebração Brasileira da Diversidade!
  66. A verdadeira jihad – E o XV Encontro da Nova Consciência
  67. O que é holístico?
  68. O Cristianismo e a Nova Consciência
  69. CONTATOS e COMO ACHAR O EVENTO
  70. PATROCINE o Encontro da Nova Consciência
  71. Canal de Vídeos – Encontro da Nova Consciência
  72. NOVA CONSCIÊNCIA – CURSOS, VIVÊNCIAS e OFICINAS (2011)
  73. O que é o Encontro da Nova Consciência?
  74. ABUSOS de alguns líderes EVANGÉLICOS – Revista Época
  75. A Lua, O Papa, O Diabo e uma Nova Consciência
  76. Ser Gay é UM DIREITO e não uma opção! – Seja a favor do PLC 122/2006
  77. Lavagem Cerebral – Saiba como funciona e mantenha-se à salvo
  78. Criacionismo X Charles Darwin (Evolução) – Crer é igual a ver?
  79. “EU SOU O CAMINHO, A VERDADE, A VIDA” – Uma análise das representações sociais que os evangélicos fazem sobre os adeptos da Nova Era.
  80. Freedom From Religion Foundation – pela separação entre a Igreja e o Estado
  81. Anticalvinismo brasileiro: A expansão negativa da Teologia da Prosperidade
  82. O Conflito da Paz: A disputa de Saberes e Poderes no Encontro da Nova Consciencia
  83. DEMONIZAÇÃO E INTOLERÂNCIA RELIGIOSA
  84. Manifesto de uma nova consciência (Blog Consciência Eferverscente)
  85. Severn Suzuki – Eco 92. O discurso que calou o mundo (vídeo)
  86. Dois pensamentos que não creem na existência de Deus
  87. Processos de Reciclagem de plásticos – Reciclar é viver!
  88. John Lennon e a Cultura de Paz
  89. Quanto custa salvar a natureza ? (Revista Planeta)
  90. Fundamentalismo Cristão
  91. Breve diálogo entre o teólogo brasileiro Leonardo Boff e Dalai Lama
  92. O Cristianismo e a Nova Consciência – Marcelo Barros
  93. As Falácias da Reversão Sexual – HOMOFOBIA
  94. A Biblioteca de Alexandria – Carl Sagan
  95. A EDUCAÇÃO HOLÍSTICA PARA A PAZ – Pierre Weil
  96. Serenões: Consciências Superevoluídas
  97. Revista Almanaque Brasil valoriza o Encontro da Nova Consciência
  98. Homofobia – Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; abominação é. (Levítico 18.22)
  99. Nova Iorque recordou John Lennon juntando centenas de pessoas no Central Park
  100. Polêmica – “Não acreditar em Deus é um atalho para a felicidade”
  101. A Terra em Miniatura (The Miniature Earth)
  102. Frei Beto: A Bíblia e os gays – Líder católico defende PLC 122
  103. Professora Amanda Gurgel silencia secretária da Educação e deputados
  104. Brasil sobe nove posições e ultrapassa EUA em ranking global da paz
  105. Pelo fim dos preconceitos no Brasil – Carlos Ayres Britto
  106. Mentes Brilhantes em busca da Nova Consciência
  107. A importância do Estado Laico na garantia dos direitos fundamentais de minorias
  108. Encontro para a Nova Consciência: A Grande Celebração Brasileira da Diversidade!
  109. Lista dos Ilustres Palestrantes da Paz – Nova Consciência
  110. A verdadeira jihad – E o XV Encontro da Nova Consciência
  111. Salve o bloco da nova conciência – Fogo Intolerante
  112. ENTREVISTA COM NEHEMIAS MARIEN: O PASTOR QUE ACEITA O ESPIRITISMO
  113. Encontro da Nova Consciência